MEU BISAVÔ

Minha história de amor é diferente, tenho tatuada na pele uma flor, a flor do nosso amor.

Ele foi a pessoa que me ensinou os valores da vida, que me levava pela mão e que me mostrou o valor do conhecimento.

Meu bisavô foi meu pai, meu amigo, meu irmão e meu contador de histórias.

Seu sonho era me ver na universidade…

Um ano e meio antes do meu ano de vestibular ele foi internado com pneumonia dupla e durante todo esse tempo tardes e tardes passei com ele no hospital. Ele voltou para casa algumas vezes e na última em que voltou para o hospital faltava uma semana para eu prestar vestibular. Em um sábado minha vó me ligou falando que era para eu ir me despedir, pois o médico já tinha falado que de segunda-feira não passava.

Sei que foi um pouco egoísta da minha parte, mas cheguei no ouvido dele e perguntei como ele iria fazer isso comigo, com que cabeça eu iria fazer as provas e entrar na faculdade? Ele já não me respondia com palavras, só com os seus olhos azuis…

Segunda chegou e meu bisavô continuava ali, os dias passaram e ele melhorava um pouco, sábado fui fazer minha primeira prova e ele lá.

Domingo quando estava me preparando o telefone tocou, minha vó disse que não sabia como iria ser o resto do dia, me recusei a ir ao hospital para me concentrar.

Fui para a prova, fiz e no fim comecei a me sentir agoniada, assim que saí vi minha mãe me esperando e falando ao telefone… Meu bisavô tinha me esperado, tinha vindo se despedir de mim e me abençoar.

Dias depois coloquei no orkut uma foto que eu tirei pouco antes dele ser internado pela primeira vez. E a legenda da foto é:

“Só o que é bom dura tempo o bastante pra se tornar inesquecível”

Alguém já disse isso e é fácil de se perceber que é verdade.

Amor da minha vida, o colo mais gostoso, as broncas menos doloridas, as histórias mais coloridas e divertidas, a mão que me conduzia e vai continuar conduzindo de onde for, porque bons exemplos entram na alma, porque grandeza de espírito não se explica, se vê!

Os bem-te-vis cantarão a nossa canção, uma canção eterna e cheia de amor. As flores do meu caminho dedicarei a você. E na hora em que eu pensar em desistir sei que você vai me impulsionar e fazer com que eu levante minha cabeça.

Agradeço a Deus por ter me dado a honra de conviver 16 anos com essa pessoa maravilhosa que você foi e sempre será. Enquanto uma pessoa ainda fizer parte do coração de alguém ela continuará viva!

AMOR ETERNO E INCONDICIONAL!

Se outras pessoas no mundo conseguirem se amar como nós nos amamos, meu vovô, o mundo viverá em paz bem mais rápido que o esperado.

“Os sonhos mais lindos sonhei…”

Meu amor, minha prova maior de amor se chamava Ernesto!

Eu sou a Mariah Buschmann de Moura, bisneta do Ernesto Buschmann Junior, graduanda da primeira turma em Tecnologia em Comunicação Institucional da UFPR, me formo esse ano, tenho 20 anos. Gosto de boas histórias e escrevo algumas, poucas. Sou umbandista e minha religião fez eu acreditar muito mais em minha história com meu bisa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: